Festa de São José com Frei Josué

São José é filho de Davi, é de sua tribo. Ele é da família real mais importante que já existiu, pois é dela que veio o Salvador.

O Evangelho de São Mateus nos relata a genealogia de Jesus, de Abraão até José. Jesus é Filho de Davi por intermédio de José, que se casou com a Virgem Maria.

São José foi pai verdadeiro de Jesus, não pela carne, mas pelo coração; protegeu o Menino das mãos assassinas de Herodes, o Grande e ensinou-lhe o caminho do trabalho. Jesus não se envergonhou de ser chamado “Filho do carpinteiro”. Naquela rude carpintaria de Nazaré, ele trabalhou até iniciar Sua vida pública, mostrando-nos que o trabalho é redentor.

Quando José soube a situação da gravidez de Maria, e sendo justo, resolveu despedir Maria em segredo, pois se uma mulher fosse pega em adultério ela era apedrejada. Mas um anjo falou com José em sonho que o fruto no ventre de Maria era obra do Espírito Santo, e José permaneceu com a Virgem Maria.

Na história da salvação coube a São José dar a Jesus um nome, fazê-lo descendente da linhagem de Davi, como era necessário para cumprir as promessas divinas. A José coube a honra e a glória de dar o nome a Jesus na sua circuncisão. O Anjo disse-lhe: “Ela dará à luz um filho e tu o chamarás com o nome de Jesus, pois ele salvará o seu povo dos seus pecados” (Mt 1,21).

A vida exemplar de São José é exemplo para todos nós. Num tempo de crise de autoridade paterna, onde os pais já não conseguem “conquistar seus filhos” e fazerem-se obedecer como devem, o exemplo do Menino Jesus submisso a seu pai torna-se urgente. Isto mostra-nos a enorme importância do pai na vida dos filhos.

Deixe uma resposta