Festa no céu e na terra: Papa canonizou Santa Teresa de Calcutá

Em uma multitudinária Missa celebrada neste domingo, 4 de setembro, na Praça de São Pedro, no Vaticano, na qual se calcula que participaram cerca de 120 mil pessoas, o Papa Francisco canonizou Santa Teresa de Calcutá.

Veja como foi o momento em que o Papa declarou Madre Teresa de Calcutá como a mais nova Santa da Igreja Católica:

Confira o resumo da Cerimênia:

Depois de escutar o pedido do Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, para que a Madre Teresa seja inscrita no livro dos santos, e depois de ler um breve resumo biográfico, procedeu-se à ladainha dos santos.

Resultado de imagem para cerimonia canonização santa teresa de calcutá

Após o canto da ladainha, o Santo Padre leu a seguinte fórmula para declarar Santa Madre Teresa de Calcutá:

“Em honra à Santíssima Trindade,
para a exaltação da fé católica
e crescimento da vida cristã,
com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo,
dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo
e a nossa própria,
depois de haver refletido profundamente,
invocando muitas vezes a ajuda divina
e ouvindo o parecer
de numerosos irmãos no episcopado,
declaramos e definimos santa
a Beata Teresa de Calcutá
e a inscrevemos no Catálogo dos Santos,
e estabelecemos que em toda a Igreja
seja devotamente honrada entre os Santos.
Em Nome do Pai e do Filho
E o Espírito Santo.
Amém”.

Resultado de imagem para cerimonia canonização santa teresa de calcutá

Relicário de Santa Madre Teresa de Calcutá

Ao iniciar a Eucaristia, foi colocado um relicário especial da nova Santa com um grande significado espiritual. Tem a forma de cruz, com um coração ao redor e as relíquias (cabelo e sangue) estão dentro de uma “gota de água” que representa a sede, os pobres e os necessitados do mundo. As cores recordam o branco e o azul do sari (hábito) de Madre Teresa, que também representam a Virgem Maria.

 

Deixe uma resposta