A misericórdia de Deus dá sentido a nossa vida. Frei Josué no Cura dos Traumas 2017

“O milagre da misericórdia de Deus fará ressurgir aquela alma para uma vida plena”, Frei Josué na abertura do Acampamento Cura dos Traumas da Morte 2017.

São Paulo nos fala do destino final do povo judeu e ele chega a conclusão de que quando Jesus estiver voltando todo o povo judeu será convertido em massa. Outro sinal é que o Evangelho deve ser pregado a todas as nações. Por isso, precisamos estar sempre atentos, pois é certa a vinda do Senhor.

A primeira lição deste acampamento de oração é esta: a cura da dor dos traumas da morte por não reconhecermos Jesus como Senhor.

É uma promessa que já vi se cumprir na vida de muitas pessoas: Quer que sua família se volte para Deus? Cuide dos outros, evangelize, se preocupe com os irmãos em Cristo e Deus cuidará dos seus. Ninguém da sua casa morrerá sem conhecer Jesus, nem que seja no último instante.

Quanto sofre uma mãe que perde um filho, mas como sofre o coração do Pai do Céu que todos os dias perde tantos filhos. Você que sofre pela perda de um ente querido não sofre sozinho, pois Deus tem sofrido contigo. Essa pessoa que você perdeu é por um tempo, pois nos encontraremos na eternidade, no céu.

Deus que é amor, que nos ama tanto a ponto de sacrificar o próprio filho por nós,  se compadece de nós. Infinitamente maior que seu amor pelos seus entes queridos, é o amor de Deus por cada um deles.

A misericórdia de Deus tem me encantado cada dia mais, só ela é capaz de salvar o mundo, dar sentido a tudo, inclusive a morte, a dor e aos sofrimentos que temos enfrentado. O Senhor diz assim a Santa Faustina:

“… diz às almas onde devem procurar consolos, isto é, no tribunal da misericórdia [Sacramento da Confissão] onde continuo a realizar os meus maiores prodígios que se renovam sem cessar. Para obtê-los não é necessário empreender longas peregrinações, nem realizar exteriormente grandes cerimônias, mas basta aproximar-se com fé dos pés do meu representante e confessar-lhe a própria miséria.

O milagre da misericórdia de Deus se manifestará em toda a plenitude. Ainda que a alma esteja em decomposição como um cadáver e ainda que humanamente já não haja possibilidade de restauração, e tudo já esteja perdido, Deus não vê as coisas desta maneira. O milagre da misericórdia de Deus fará ressurgir aquela alma para uma vida plena”  (Diário de Santa Faustina, n.º 1448).

Onde acontecem os maiores milagres? No confessionário. Comece esse acampamento com um belo propósito de voltar a graça de Deus, por meio da confissão.

“Ainda que a alma esteja em decomposição como um cadáver e ainda que humanamente já não haja possibilidade de restauração, e tudo já esteja perdido, Deus não vê as coisas dessa maneira. O milagre da misericórdia de Deus fará ressurgir aquela alma para uma vida plena …”.

Hoje não é tarde ainda, ainda há tempo para a ressurreição. Tudo começa com a graça do arrependimento, através da confissão. Os grandes milagres que tenho contemplado nestes anos de sacerdócio são no confessionário.

Jesus diz que haverá mais alegria no céu por um pecador que se converta do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão. A primeira morte é a morte do pecado. A primeira ressurreição é o arrependimento e uma santa confissão.

Para chegar a cura dos traumas da morte, é necessário vencer a raiz da morte, reconhecer o pecado.

Quando nos deparamos com a morte de alguém querido somos tentados a culpar a Deus ou alguém e isso não adianta nada, só aumenta a dor. Quando olhamos para a misericórdia de Deus, nos arrependemos de verdade, aquilo ganha novo sentido.

Voltemos a Jesus, voltemos ao perdão, voltemos a misericórdia e assim vamos conseguindo que a nossa família e até os nossos que estão no purgatório se voltem para Deus.

Por isso, como diz o Salmo, glorifica ao Senhor Jerusalém. Hoje, Jerusalém é a Igreja (que somos todos nós) e o Senhor nos convida a uma atitude não de tristeza, mas de voltar para o Senhor e ter esse sentimento de louvor e glória. Quando ficarmos olhando só para a morte, não enxergamos tantas graças o Senhor fez em nossas vidas. Agradeça por tudo o que o Senhor te fez até hoje.

No Evangelho nós vimos Jesus que supera a lei e preceitos humanos por amor, pela sua misericórdia, alcançando o filho de Deus que estava enfermos, deformado. Tudo isso para nos ensinar que não há verdade, não há Lei, que não há coisa maior do que o amor, a caridade, o cuidado de quem está sofrendo e necessitando da nossa presença.

Deixe uma resposta